Cursos disponíveis

O curso trabalha as intersecções e conexões entre as formas, técnicas e disposições de elementos nas artes religiosas e seu conteúdo prático, vivencial e teológico. Iniciamos com discussões cosmológicas dos pressupostos das artes sagradas e seguimos digressões sobre a utilização de perspectiva linear ou inversa, os símbolos do céu e da terra, a união entre forma e conteúdo na iconografia cristã e seus fundamentos teológicos, além de comentários sobre a arte geométrica islâmica, e o surgimento de movimentos clássicos da arte ocidental com temática religiosa, como o Renascimento e o Barroco. 

O curso é proveitoso a todos que queiram aguçar a sensibilidade/percepção artística e de qualquer tradição religiosa. Não são necessários prévios conhecimentos de arte ou teologia, configurando-se em um curso introdutório. 

Neste curso revelador, vamos conhecer a comunicação empática, sua origem e seus elementos, para nos conectarmos melhor com os outros e estabelecermos relacionamentos saudáveis e sustentáveis.

Sobre a professora Stella Bittencourt:
É psicóloga e life strategist. Gosta de gente e, especialmente, de gente que pensa. Possui um amplo conhecimento do comportamento humano.

Para quem o curso é aplicável?
Este curso se aplica a todos aqueles que desejam evoluir como pessoa e construir um convívio melhor com o semelhante.


Classicamente, GRAMÁTICA é o estudo da "percepção" e da "imaginação". Bem perceber, ouvir e porque não bem "saborear" até as "imagens sonoras", incluindo, obviamente, a música, sons naturais, humanos, instrumentais e mesmo o próprio silêncio, são processos que este curso, de viés vivencial, visa facilitar e para "melhor educar para a vida plena". 

Este curso é dirigido, não limitadamente a músicos nem ao público de artes, mas a todos que buscam DESENVOLVIMENTO e INTEGRAÇÃO DE PERSONALIDADE. 

O Trivium é o primeiro conjunto das Artes Liberais, composto das Artes da Gramática, Lógica/Dialética e Retórica e conforme proposto por Santo Agostinho (354 - 430 d.C). No sentido clássico, Gramática se ocupa da percepção e imaginação, a lógica/dialética do bem pensar e a retórica da educação da vontade.

Era o "piso" da educação, que se seguiria do Quadrivium, Educação Superior, Filosofia e Teologia. Sem margem de dúvidas, era mais robusto que praticamente todas as propostas pedagógicas que lhe sucederam.

Nosso curso se compõe de 18 aulas:  1) Apresentação das Artes Liberais; 2) Pressupostos Filosóficos I – Transcendência da Verdade; 3) Pressupostos Filosóficos II – O movimento; 4) Metafísica I – Platão/Mundo das Ideias; 5) Metafísica II – Aristóteles/Substância; 6) Gramática I – Linguagem, caraterísticas e natureza; 7) Gramática II – Imaginação; 8) Interpretação e Casos Gramaticais; 9) Lógica I – Introdução e Leis do Pensamento; 10) Lógica II – Conceito; 11) Proposições e Raciocínio Imediato; 12) Raciocínio Silogístico; 13) Indução e Dialética; 14) Análise de Falácias Selecionadas; 15) Retórica I – História, Estrutura da Ação Retórica e Tipos de Discurso; 16) Etapas da Persuasão e Princípios Retóricos; 17) Sumário de Emoções; 18) Aula Bônus.


Uma encíclica papal é o principal instrumento que veicula o “Magistério” ou ensinamento ordinário dos Papas aos bispos, aos fiéis, e, algumas vezes, a depender da temática, também às pessoas não católicas. 
O curso aborda o tema com um viés de “organismo”, que é um corpo vivo, desde a perspectiva da disposição e articulação de suas partes. Também a vida do “espírito” pode ser visualizada em sua “organicidade”: as faculdades da inteligência, da vontade livre e do sentimento estão interligados entre si, porque a verdade e o bem apreendidos pelos sentidos e a inteligência são o que movem os afetos e a vontade à tarefa do pensamento e da escolha, e a realidade verdadeira e boa alcançadas no final do processo entrelaçam-se no sentimento estético da fruição da beleza. 
Este “organismo espiritual” da pessoa humana é o fundamento da recepção das virtudes teologais ou divinas: – Fé, que ilumina a inteligência para crer nas verdades reveladas que ultrapassam a capacidade intuitiva e de raciocínio; – Esperança, que anima a vontade a perseverar em meio às adversidades e tribulações; – Caridade, pelo qual o nosso íntimo é “tocado” pela própria Vida Divina e assim nos tornamos aptos a “participar” da Fonte do Amor, expressando-o em nossas obras, que assim nascem de um coração profundamente enraizado no Coração de Deus e enamorado por Ele e pelas demais pessoas. A perspectiva do curso, articulado num viés de ORGANISMO, incrementa, obviamente, a inovação que nos apraz ofertar. Não cuida de um curso dirigido exclusivamente aos públicos Cristão ou Católico Romano. As próprias Encíclicas dialogam com o mundo todo e não seria diferente neste curso